domingo, 31 de maio de 2009

Novo feed RSS

Uma sacada interessante é a seção onde se encontram papéis de parede em modo paisagem (landscape), voltados para smartphones com tela com orientação horizontal, como os Nokia E61, E62, E71 e E63 (320 x 240 pixels).

Clique aqui para temas e aqui para wallpapers, e selecione a categoria desejada (é em inglês, mas mesmo para quem não sabe o idioma é fácil se encontrar). 

sexta-feira, 29 de maio de 2009

quinta-feira, 28 de maio de 2009

No Brasil: Novos Sony Ericsson de primeira linha

O Satio é movido pelo sistema Symbian 5th Edition exibido em uma touchscreen de 3,5 polegadas, resolução de 360x640 pixels, formato 16:9 e 16 milhões de cores. Tem ainda GPS com A-GPS, acelerômetro, Wi-fi com DLNA, Bluetooth estéreo 2.0 e USB 2.0

satio_3.jpg

O grande destaque do Satio é a câmera de 12 megapixels com flash xenon, LED para iluminação de vídeos e autofoco.

O Aino é um pouco mais simples, mas ainda assim tem muito o que oferecer. Ele não é um smartphone, mas tem câmera de 8 megapixels com Touch focus, flash, geotagging, estabilizador de imagem, redução de olhos vermelhos e detecção de rostos.

aino_1.jpg

Ele vem ainda com GPS, Wi-fi com DLNA (com conectividade com o Playstation 3), acelerômetro e uma tela de 3 polegadas com recurso touchscreen limitado a algumas partes do sistema.

Os dois celulares são muito interessantes, com boas medidas e trazem uma boa característica adotada recentemente pela Sony Ericsson: aceitam cartões de memória microSD. Eles ainda estão equipados com cartões de 8GB de fábrica.

Eles têm lançamento previsto para outubro de 2009, ainda sem data e preços oficiais para o Brasil. 

Veja as especificações completas do Sony Ericsson Satio.

Veja as especificações completas do Sony Ericsson Aino.

quarta-feira, 27 de maio de 2009

No Brasil: HTC Touch 3G

Teste: Nokia E71

Características principais


- Fino (nos dois sentidos)


- 3G 


- Smart Dial


- Câmera de 3.2 megapixels com autofoco 


- Excelente construção 


- Wi-fi


- GPS com A-GPS


- Teclado QWERTY 


Pontos negativos


- O que aquele botão vermelho faz ali?


- Interface com aparência antiga


- Câmera 


 Active ImageActive ImageActive ImageActive Image


Construção e ergonomia


A primeira impressão que se tem ao segurar o Nokia E71 é realmente boa. Antes mesmo de pegá-lo, o design já impressiona, com o belo contraste preto/metálico. E esse contraste funciona muito bem para a construção do celular, se encaixando sem folgas, dando a sensação de um bloco único.


 Active ImageActive ImageActive ImageActive Image


Apesar de ser um pouco mais largo que outros celulares, o E71 proporciona uma sensação muito agradável de se usar e não incomoda no bolso, principalmente pela pouca espessura. 


O teclado emborrachado também se encaixa perfeitamente e tem uma usabilidade bem boa, apesar das teclas um pouco pequenas. Os relevos das teclas as diferenciam bem, evitando erros de digitação. E o teclado está em português, com acentos e cedilha, por exemplo.


O direcional tem o desenho muito parecido com os celulares da série N, mas tem seu uso melhor do que, por exemplo, o N78 que testamos, por seu relevo mais diferenciado, evitando toques imprecisos.


 Active ImageActive Image


Na lateral direita temos os controles de volume e a tecla para ativar o comando de voz. Uma tecla só pra isso nos parece um desperdício, já que o modo como essa função é ativada em outros modelos é bem satisfatória, segurando a tecla de função direita.


Active ImageActive Image


Mas o estranho mesmo é aquele botão de ligar/desligar o aparelho em vermelho. Não combina, quer dizer, foge totalmente do belo design do aparelho e não entendemos sua possível função. Se o objetivo era chamar atenção para facilitar a troca rápida do perfil utilizado, deveriam ter se preocupado mais com a sensação tátil da tecla. Ela não se diferencia bem do corpo do celular, dificultando sua localização sem olhar para o aparelho, que acreditamos ser o uso mais comum e adequado.


Junto ao "botão vermelho" no topo do aparelho, temos o alto-falante, que apesar de ser um só, excluindo o som estéreo, nos surpreendeu positivamente com seu desempenho. Leia-se alto e bom som.


 Active ImageActive ImageActive Image


Na lateral esquerda temos as entradas de cartão de memória e conexão microUSB, que estão bem protegidas de sujeira por tampas emborrachadas, que são fáceis de abrir e fechar. A tampa só não ajuda a conectar o cabo USB, já que é preciso afastá-la do caminho para encaixar o plugue.


 Active ImageActive ImageActive Image


A iluminação do teclado é boa e regular, embora pudesse ser um pouco mais forte. Só com a iluminação fica mais difícil distinguir as teclas numéricas, para discar para alguém, por exemplo.


Veja abaixo uma comparação do E71 com o Motorola F3, que é um celular bem simples, que se destacou a algum tempo por sua espessura. O Nokia só é um pouco mais largo, se igualando nas outras medidas. A última foto o comparando com o N78.


 Active ImageActive ImageActive ImageActive Image


 


 Active ImageActive ImageActive Image


A tampa da bateria não poderia ser melhor, com duas travas laterais ela é uma grande responsável pela solidez do E71. Além de ser toda de metal, seu mecanismo de abertura não deixa margem para folgas, barulhos ou rangidos.


 Active ImageActive ImageActive ImageActive Image






Interface e usabilidade


O ponto que pode desagradar quem gosta da série E da Nokia, principalmente quem já teve o E61 ou E61i, é a tela um pouco menor do E71 em relação a esses dois. Os antigos tinham tela de 2,8 polegadas contra 2,36 do novo. Isso se refletiu também no teclado como ponto negativo, mas tem a menor largura como ponto positivo.


Mas de qualquer maneira a tela tem um tamanho bom para um aparelho com essas medidas e um teclado QWERTY. E qualidade da imagem não deixa a desejar, nem sob a luz do sol.


 Active ImageActive ImageActive ImageActive Image


O que não agradou muito foi o estilo dos ícones e menus. Parece que a Nokia queria deixar o E71 com uma cara mais séria, mas deixou o sistema com uma cara "velha". Isso não fez a usabilidade do celular pior, continuando a boa leitura e visualização do S60.


A grande novidade aqui é a presença de dois "modos" que o usuário pode escolher. Chamados inicialmente de "Pessoal" e "Comercial", eles trazem a proposta de que o aparelho pode ser usado para trabalho e diversão, bastando trocar o modo para ter o aparelho configurado para o uso do momento.


 Active ImageActive ImageActive Image


Para trocar o modo, basta selecionar o ícone presente inicialmente nos atalhos da tela inicial. Cada modo pode ser personalizado com a escolha desses atalhos, das notificações que aparecem logo abaixo, dos atalhos das teclas direita e esquerda, do tema e outras funções. Então você pode ter, por exemplo, seu e-mail corporativo, atalhos para programas do Office e um toque discreto no seu modo Comercial e seu e-mail pessoal, atalhos para o music player e a sua música favorita como toque no modo Pessoal.


Seja qual for o seu uso, é uma idéia muito interessante e prática para alterar várias configurações de uma vez só. 


Abaixo, temos as configurações de perfil.


 Active ImageActive Image


Nada de novo aqui, com a navegação pelos perfis através de abas e as opções de toques, vibração, sons de alerta, etc. 


O E71 tem um descanso de tela com hora, data e eventos perdidos, que não aparece como antigamente. Ele deixa a tela ligada, apagando a iluminação com um tempo, o que pode gastar uma energia considerável. Para descanso de tela pode-se ainda usar uma animação ou nenhuma opção.


 Active ImageActive ImageActive Image


O celular também tem um aviso de eventos perdidos com a luz em torno do direcional. Ela pisca rapidamente quando temos alguma chamada ou mensagem não vista.


Outra praticidade oferecida pelo modelo são os botões de atalho com função dupla. Junto ao direcional temos 4 teclas, que se pressionadas rapidamente executam uma função e se pressionadas por um período maior, outra. Essas funções podem ser personalizadas.


 Active Image


Vamos ver as funções pré-definidas nessas teclas do E71, que são muito úteis, mostrando a função de aperto rápido seguida pela função de aperto prolongado. A primeira tecla (uma casinha), alterna entre o menu e a tela inicial. Sua função ao ser pressionada por um tempo maior é a abertura do gerenciador de aplicativos abertos (multitarefa). Em seguida temos a tecla do calendário, que abre a visualização padrão e cria um novo evento. O terceiro botão abre a lista de contatos e adiciona um novo. A última abre o menu de mensagens e cria um novo SMS.


Na tela inicial temos ainda a opção de pesquisar direto na internet ou no conteúdo do celular. Você pode simplesmente digitar alguma palavra ele já são mostrados os resultados disponíveis para músicas, mensagens, imagens e qualquer outro conteúdo guardado na memória. Pode-se ainda pesquisar na internet, através de vários provedores de busca, com a opção de definição de um provedor padrão. 


 Active ImageActive Image


Essa função de pesquisa é muito interessante e funciona muito bem, com velocidade boa mesmo buscando em um conteúdo extenso.


De forma geral o E71 tem uma usabilidade muito boa, com velocidade excelente para o uso do conhecido Symbian. A troca de modos e as teclas de atalho só têm a acrescentar, trazendo muita praticidade para o uso diário.


 


Ligações, contatos e mensagens


Em sua função básica, a de telefonar, o Nokia E71 não decepciona. As ligações são feitas com bom áudio nos dois sentidos. A surpresa fica por conta da qualidade e volume do alto-falante presente na parte superior do celular. Mesmo sendo apenas um e de tamanho reduzido, proporciona um som alto e de qualidade.


Active ImageActive Image


Bem vinda também a notificação múltipla na tela inicial, onde é possível ver o número da chamada perdida ou o início da mensagem apenas selecionando a notificação, sem precisar entrar no log de chamadas ou na mensagem. Isso agiliza na seleção do que é importante ver primeiro.


Na área de contatos a facilidade de selecionar ações para um deles. Escolha o contato desejado e aperte o direcional para a direita, o menu aparece e basta escolher fazer uma chamada, enviar uma mensagem, etc.


Active ImageActive ImageActive ImageActive Image


Fora isso, os campos para cadastro de informações dos contatos continuam os mesmos. Vários. Como anteriormente visto no Symbian, tempos campos para números, e-mail, endereço, entre outros, incluindo nome e sobrenome e a organização pelo seu preferido.


Outra novidade muito bem vinda é a presença do smart dial, ou discagem inteligente. Com ela é possível digitar um nome na tela inicial e ver os contatos que combinem. 


Active ImageActive Image


Ao selecionar o contato, o mesmo menu rápido está disponível, apenas apertando o direcional para a direita. Esse recurso só não é melhor pela confusão com a parte numérica do teclado, que tem preferência sobre as letras, dificultando achar alguns contatos, já que é necessário mudar o modo do teclado. E a discagem inteligente não procura pelos números, apenas nomes. 


Active ImageActive Image


A parte de mensagens tem como diferencial apenas a previsão de palavras. Visando agilizar mais ainda a digitação no teclado QWERTY, o E71 sugere uma palavra antes que você termine de escrevê-la.


Active ImageActive ImageActive Image


O recurso funciona bem, com a sugestão aparecendo acima do texto, onde é possível aceitar a primeira opção ou abrir um pequeno menu com outras combinações possíveis. 


Se não gostar dessa ferramenta, a previsão de texto tradicional (T9) está lá também, cumprindo bem o seu papel.


Nessa área começamos a ver a grande capacidade do Nokia E71 de um aparelho voltado para a comunicação. O teclado mostra sua força e os recursos e funcionalidades estão voltados para ajudar na eficiência e produtividade. 






Multimídia


A área multimídia definitivamente não é o foco desse celular. As facilidades vistas na área de comunicação não serão vistas aqui como os aparelhos da série N, mas ele não vai te deixar na mão. 


 Active Image


Você não terá, por exemplo, teclas dedicadas ou um menu multimídia. Temos o acesso a programas, como o tocador de música, e às pastas organizadas por tipo de mídia. Tudo é feito via menu principal, mas você pode colocar atalhos na tela inicial para facilitar e é aí que entra a vantagem da alteração dos modos do E71. Com esse recurso você pode deixar todos os atalhos na tela inicial para multimídia no modo pessoal, para curtir nos momentos de folga.


Uma pena que o conector de áudio não seja de 3,5 milímetros e sim de 2,5. Mas já fica mais fácil achar um adaptador, fugindo de plugues proprietários. 


Música


O music player tem o mesmo padrão visto ultimamente nos celulares com Symbian.


Active ImageActive ImageActive ImageActive Image


Temos a organização por artista, álbum, gênero e a possibilidade de criar listas de reprodução. Na tela "Em reprodução" temos a capa do álbum, se disponível no arquivo executado, os nomes da música e artista, duração da faixa, quantidade de itens da lista sendo tocada e os comandos do player, que são acionados com o direcional do celular.


Active ImageActive ImageActive Image


No menu "Opções" escolhemos o modo de reprodução, adicionamos a música a uma lista de reprodução e configuramos o equalizador, entre outros. Se "minimizarmos" o player, a faixa em reprodução é exibida na tela inicial e podemos voltar ao tocador ao selecionar o local da exibição. 


O music player funciona muito bem, ajudado pela boa velocidade do sistema do E71. Temos ainda o rádio FM, com a tradicional interface simples e eficiente.


Câmera


Já a câmera denuncia um pouco mais a falta de vocação multimídia do E71. O aplicativo em si é como outros já vistos em outros celulares da marca, mas a usabilidade e a qualidade das fotos deixam a desejar.


 Active ImageActive ImageActive Image


As funções não são muito diferentes do conhecido, com opções para tipo de foto, acionamento do flash, filtros de cor, temporizador, etc. O primeiro ponto negativo fica na utilização do autofoco. Como o E71 não tem um botão dedicado para capturar as imagens, é preciso apertar a tecla "T" para fazer o foco e depois usar o botão de confirmação no centro do direcional para tirar a foto. Apesar disso, a velocidade de operação é razoável.


O segundo ponto negativo reside na baixa qualidade das imagens. Apesar do sensor de 3.2 megapixels, as imagens pecam principalmente na falta de detalhes, além de deixar marcas nas partes menos iluminadas da imagem.


Em termos de vídeo, temos apenas um registro aceitável. Já era de se esperar pela qualidade das imagens estáticas e ainda temos uma taxa de apenas 15 fps na gravação.


Galeria (fotos e vídeos)


Para acessar suas fotos e vídeos temos uma galeria básica. Depois de usar bastante a moderna e cada vez melhor galeria dos últimos aparelhos da série N, nos sentimos voltando no tempo, usando a estrutura básica, parecida com os primeiros modelos da marca com Symbian.


 Active ImageActive ImageActive Image


Basicamente temos uma lista com miniaturas dos arquivos, com nome, tamanho e a indicação de que ele está na memória externa ou do telefone. As imagens podem ser vistas em tela cheia e passadas uma a uma, quando abertas.


Os vídeos são executados no não tão bom e velho RealPlayer, que quebra o galho com comandos básicos e visualização em tela inteira. Nada demais. 


 


Conectividade


Na área das conexões não poderíamos estar mais bem servidos, já que até o semi-morto infravermelho está presente. Bluetooth e USB estão lá com boa usabilidade. O assistente de redes sem fio também é bem funcional, principalmente por seu acesso direto na tela inicial.


 Active Image


O gerenciador de conexões se destaca aqui. Ele salva as conexões usadas, incluindo as das operadoras e Wi-fi, e define uma lista de prioridade pra cada tipo. As conexões para internet, por exemplo: se você usa a conexão da operadora e tem uma rede sem fio em sua casa, o celular define a opção sem fio em primeiro lugar. Assim se você está ao alcance de uma rede Wi-fi, esta será a primeira opção, se não, a da operadora será a primeira. A lista de prioridades pode ser modificada ao gosto do freguês.


Essa facilidade no gerenciamento de conexões vem a calhar para utilizar o ótimo navegador do Nokia E71. Ele exibe páginas complexas muito bem e tem uma boa usabilidade por funções como o mouse virtual e a visão geral da página. 


 Active ImageActive ImageActive ImageActive Image


O navegador ainda salva "marcadores automáticos", como um histórico.


Active ImageActive Image


O E71 tem diversas opções de uso de e-mail, com acesso a servidores corporativos e contas pessoais. O assistente para configuração de uma conta funciona muito bem, já possuindo configurações para os principais servidores de e-mail, deixando o usuário somente com a tarefa de inserir login e senha.


A usabilidade do e-mail no celular é praticamente igual ao uso do aplicativo de mensagens, tendo um ótimo desempenho em nossos testes. 






Organizador


O organizador do Nokia E71 também mostra sua habilidade corporativa e suas vantagens sobre outros celulares. O calendário já tem uma visualização dupla, mostrando uma lista de eventos do dia selecionado ao lado da visualização do mês.


 Active ImageActive ImageActive Image


Na criação de um evento temos uma aplicação bem avançada. Ela é organizada, fácil de usar e muito poderosa, com vários campos e recursos para se ter todo tipo de opção na hora de distribuir seus afazeres. 


Aqui temos também o gravador de voz, que pode ser muito útil para guardar pensamentos e anotações.


 Active ImageActive Image


Outras ferramentas são o relógio com diversos alarmes que têm diversas opções, além do relógio mundial logo ao lado.


 


Outros recursos 


Falando na idéia de que o E71 não é um celular para diversão, ele vem sem nem um joguinho instalado. Se isso for um problema, sempre é possível conseguir jogos para o sistema Symbian o a plataforma Java pela internet.


Agora, se sua diversão é o trabalho, esse celular vai ser uma festa. Começando pelo QuickOffice, onde é possível abrir, editar e criar documentos do Word, Excel e PowerPoint.


 Active Image


Ele é muito bom, tem boa usabilidade, com funções avançadas e fáceis de usar, considerando as limitações de um celular. Seu único porém é que ele não aceita arquivos do Office 2007 (docx).


Já o leitor de PDF presente no aparelho não é muito bom. Falta comando mais fácil para dar zoom e um arquivo que testamos apareceu com o fundo preto, dificultando a leitura. 


 Active ImageActive ImageActive Image


Para suas viagens a trabalho, um GPS pode ser muito útil. No E71 temos um, com A-GPS e o Nokia Maps instalado. O GPS funcionou bem, com bom tempo de ativação e a interface renovada do programa da Nokia trouxe muitas melhorias no uso geral, com destaque para os menus de configuração.


 Active ImageActive ImageActive ImageActive ImageActive Image


Um recurso interessante é o de notas ativas. É uma evolução do aplicativo de notas que existe faz tempo e permitia somente texto. Agora podemos adicionar arquivos multimídia à elas, como uma foto. Mas o mais legal é a possibilidade de associar uma nota ativa a um contato, inclusive fazendo-a aparecer quando este te ligar. Uma boa forma de lembrar coisas e organizar informações a serem passadas para alguém. 


Para terminar, temos ainda o conversor de moedas e calculadora, que tem um funcionamento básico e satisfatório, para as exigências desses tipos de aplicação.


 


Palavras finais: Um verdadeiro comunicador. O Nokia E71 tem um conjunto de ferramentas muito bom para quem precisa se comunicar. O bom teclado e tela, as funcionalidades de escrita, mensagens e e-mails, as aplicações de "escritório", gerenciamento de conexões entre outros detalhes trazem muita praticidade e agilidade nessa área.


Mesmo com as "deficiências" na parte multimídia, você poderá fazer com ele muitas coisas nessa área, não ficando completamente dependente de aparelhos que façam essa parte. 


Por ser um aparelho completo sem o preço exorbitante de muitos smartphones por aí, juntamente com sua construção e design excepcionais, com certeza o E71 vai atrair mesmo quem não precisa de um celular com todas essas funções.